Atualizando a Camisa

atualizando_formas_usar_camisa_alfaiataria

Quem acompanhou a última temporada de moda (teve cobertura lá no instagram do blog: @tendencialist, segue lá!) percebeu que uma peça foi o centro das atenções. A camisa de alfaiataria apareceu em quase todos os desfiles e foi o destaque em todas as principais semanas de moda no mundo.

O burburinho não foi à toa, a tradicional camisa de botões apareceu de varias formas possíveis e imagináveis, nas passarelas e no street style. Completamente repaginada, a camisa de alfaiataria virou peça despojada, seguindo o comando do street wear (que reinou nas coleções). E se o estilo das ruas foi tão sincronizado com as fashion weeks é porque a trend se apresentou de forma bastante flexível e democrática, tanto que dá pra aderir a tendência sem precisar correr pras compras!

Nada melhor que uma trend que chega e já podemos incorporar usando o que tem no nosso guarda roupa, né? Então pega a camisa formal e basicona que chegou a hora dela ser a estrela do look trend e antenado! A antiga companheira do trabalho agora vai do passeio à balada com simples adaptações.

O hit da temporada pode vir com diferentes sobreposições: por baixo do vestido ou do top, pode virar forro da saia transparente (que bombou há algumas estações e já deve estar de lado no armário, pode voltar a usar djá, hehehe!) ou juntar com outras trends, como a do decote ombro a ombro. Pra as mais básicas, a chemise ganha novo brilho com a camisa de alfaiataria em evidência e, pra as mais ousadas, transformar a camisa em saia ou usar a peça com os botões pra trás formando um decote nas costas pode ser a pedida certa de look mega fashion!

Pra quem gosta anda mais de criar, as possibilidades são enormes, vale cortar as mangas na parte dos ombros, bordas os punhos, aplicar patches, desconstruir a modelagem e o que mais a imaginação mandar! Já deu pra perceber que a trend alcança todos os gostos, né? É só adaptar a peça pro seu estilo!

Tão bom quando uma tendência chega incentivando formas diferente de pensar uma peça que conhecemos tanto, né? É uma delicia pra nossa criatividade!