Tv da Nathi: Orange is the new black

orange_is_the_new_black_1

Segunda série da nossa tag e mais uma vez original Netflix (everybody loves netflix). A queridinha da vez é Orange Is The New Black, baseada no livro homônimo de Piper Kerman. A terceira temporada estreou semana passada, dando continuidade a história de Piper Chapman (Taylor Schilling), uma mulher de classe média, noiva, que tem uma vida ‘comum’ até descobrir que precisará passar um ano e meio numa prisão federal por um crime cometido há dez anos. Essa experiência que, até então, Piper tenta encarar como pontual fica bastante tensa quando ela encontra Alex (Laura Prepon), sua ex-namorada da faculdade e que, de certa forma, a levou a estar presa.

O que mais me pegou na série foram as personagens secundárias que têm histórias ricas, sendo reveladas aos pouco, mostrando os motivos por cada uma estar ali e envolvendo o espectador completamente. Quando me dei conta já estava tendo empatia por quase todas, principalmente por Sophia Burset (Laverne Cox), Crazy Eyes (Uzo Aduba) e Miss Claudette (Michelle Hurst). Esse é um ponto que OITNB pega muito bem, a empatia, especialmente entre as próprias mulheres. 

Além de personagens com boas histórias, o seriado ainda é excelente em tratar sobre o protagonismo da mulher, gênero e sexualidade. As meninas não são estereotipadas, há diversidade e diálogos inteligentes que não se baseiam nos secundarismos que as personagens femininas estão acostumadas a ficar na indústria audiovisual. Há representatividade, mulheres negras, altas, baixinhas, gordas, magras, crespas, lisas, trans, com make, sem make, como é na vida, mas que só agora começa a ser mostrada.

O roteiro também é ótimo, além do plot inicial e das questões abordadas, existe a história pessoal de cada uma, as intrigas e rivalidades internas que geram bastante aflição (vide quando a Piper chega na prisão e tem que se adaptar), as problemáticas do local por si só e tudo que vem na trama. É lindo ver a evolução da Piper como ser humano e as relações construídas lá dentro. Mesmo com toda carga emocional e assuntos profundos, a série passa consegue ser leve, com algumas situações regadas com boas risadas. Se você esta procurando um seriadinho de dramédia com temas interessantes, OITNB é a pedida certa.

orange_is_the_new_black_2 orange_is_the_new_black_3 orange_is_the_new_black_4

Uma das melhores cenas, Sophia mostrando seu chinelinho handmade de silvertape pra Piper. <3

FacebookTwitterGoogle+